13 de mar de 2008

Cinema


Hoje saí um pouco. Fui ao cinema com minha mãe e meu irmão. Foi bastante divertido, relaxante.
Minha idéia hoje é passar um pouco do que senti assistindo ao filme, que a propósito chama-se: 10.000 AC.


Não quero de forma alguma contar o filme, mas sim refletir sobre uma idéia que há nele.


Será no que ainda existe o amor verdadeiro? Será que ainda existem pessoas capazes de lutarem por esse amor?


Dois jovens, cravam olhares, percebem-se, e por segundos, exergam o amor que cada um quarda para o outro. Eterno amor, amor de verdade, amor que só cresce, expande, aflora, revigora. Por infelicidade da vida, eles se separam, mas nenhum deles chega um dia, a acreditar que não voltarão a se ver. O Amor continua, preserva, busca, conquista e reconquista. Assim eu percebi no filme, este tipo de amor.


Bom, é só uma reflexão simples sobre um filme que achei legal.


Há muita ação, efeitos especiais e momentos emocionantes relacionados a família. Totalmente recomendado para quem anda desacreditado com certos valores da vida!
Abraços!
Até a próxima!


Compartilhe:

Categorias

© Carlos Mion Todos os direitos reservados.