28 de abr de 2008

Imaginem!


Algum tempo já se foi desde que eu era criança.
Criança no tamanho, no aspecto físico. Aquela inquietude subversiva e sincera diante do mundo dos adultos permanece ainda em minha alma. É verdade, e não tenho receio em proclamar, os prazeres da vida adulta são concretos demais para mim. No imaterial está minha vontade de conquista, no abstrato, minha fonte de progressão.

Em seu livro O Pequeno Príncipe, o autor Antoine De Saint-Exupéry deixa claro um entendimento:

"Elas[pessoas grandes] têm sempre necessidade de explicações"

Essa vontade exarcebada de sempre atingir um entendimento concreto e verdadeiro é que nos torna cada vez mais 'humanos sem graça'.

Imaginem meu povo! Imaginem!
Compartilhe:

Categorias

© Carlos Mion Todos os direitos reservados.